Em todo esse processo, entendemos que se instaura hoje um novo tempo na educação e que o professor do novo milênio, que somos todos nós, é o mestre capaz de ensinar, direcionar e, ao mesmo tempo, reconhecer-se como aprendiz, nutrindo o anseio permanente de aperfeiçoar-se para crescer com seus alunos, sem a arrogância do saber e baseado na alteridade. Nesse novo tempo, vivenciamos uma educação que eleva e promove no indivíduo a reflexão sobre a própria identidade e realidade.